sexta-feira, 18 de julho de 2014

DESEJO






DESEJO


 Queria-te nos meus braços
num abraço de ternura
para sentir de novo
o teu corpo tremer de emoção
a emoção da entrega , sem limites
do meu coração, da minha alma
sentir a força dos teus braços
rodeando o meu pescoço
cabeça bem encostada ao meu peito
ouvindo atentamente 
o galope do coração 
gritando-te o meu amor.

Queria caminhar contigo, 
pés nús, 
calças arregaçadas,
pela areia negra daquela praia
isolada, pelos trilhos difíceis 
de percorrer, enlaçados
sentindo a branca espuma do mar
bem sereno a abençoar 
o nosso afecto.

Queria ter-te de novo e
para sempre acolher-te 
no meu colo e
com ternura 
entregar-te o meu sorriso
para que se fundisse no teu
transformando-os
no mais intenso dos faróis 
a iluminar os nossos passos
que em uníssono caminharão
ao longo das veredas da vida.

Hamilton Ramos Afonso