domingo, 20 de julho de 2014

NOVAS MARÉS




NOVAS MARÉS


Novas marés surgiram em mim
vontades diferentes
um desejo infindo de amar
um sentir maior de ser amada
mas calmo 

dividido entre o muito querer

o saber ser e ter 
quando for o momento
um crescer onde me afundo
e navego
e caminho
e ando...sem parar
sem desfalecer

E atenta, espero

e calma, sorrio
ou choro
mas que importa o estado de fora 
se por dentro nasce em mim outra aurora

E eu espero
e aprendo a ser
escuto a minha alma
e amo cada segundo que agarro com as mãos
que prendo no meu peito
que seguro afoita no meu coração.

Inês Maomé