quarta-feira, 3 de setembro de 2014

AFECTO...



Afecto…


(a ti minha amiga)

 Quando te sentires sem o chão firme
que devias pisar…

Quando te roubarem a vontade de sorrires
 e de emoldurares o teu bonito rosto
 com o sorriso gaiato que me enfeitiçou…

Vem para o meu colo e bebe o meu sorriso,
 aninha-te nos meus braços feitos enseada
 onde te abrigas,
 e deixa-me ser a tua âncora
 para te amparar na mais dura das tempestades…

E lembra-te, sempre, que aqui estou,
 também para ti,
 por dever de solidariedade para com alguém,
 cujo afecto conquistei…

Hamilton Afonso