sábado, 20 de setembro de 2014

OUTONO...DA VIDA


Arte: Leonid Afremov 



Outono…da vida


 A paleta de cores em tons de
amarelo, castanho e vermelho terra
as folhas caindo, as árvores preparando-se
para o Inverno e suspirando pela Primavera

As primeiras chuvas, o cheiro, bom a 
terra molhada, os cogumelos a nascerem em 
tufos de vida no chão, juncado de folhas mortas
das florestas de carvalhos

As sementeiras do pão de centeio e trigo, os nabais
que servirão de forragem aos animais, no Inverno
os soutos com os seus castanheiros prenhes de ouriços
que em partos esforçados se oferecem em castanhas
que aquecem as noites já frias,a telha vã branca da geada

Tudo isto faz parte das minhas recordações da 
minha infância e juventude, quando as aldeias
nortenhas tinham vida, gente, jovens percorrendo 
alegremente as ruas empoeiradas do Verão, enlodadas
das chuvas que caem, com os pés calçados com os
socos de solas de pau de amieiro, e as suas taxas metálicas.

À noite à volta da lareira, conversando e ouvindo
Respeitosamente os seniores transmitindo-nos
A sua imensa sabedoria caldeada na escola da vida.

Saudade?
Melancolia?

As duas coisas, mas sobretudo o enorme respeito
por aqueles que me moldaram o carácter, que me ajudaram 
A ser homem

A minha gratidão e ternura a todos eles
Os seniores da minha infância que tratávamos
com respeito.

Hamilton Afonso