sexta-feira, 9 de outubro de 2015

EGO DORMIO ET COR MEUM VIGILAT


Imagem - Google


 Ego dormio et cor meum vigilat
 

Sono profundo,
corpo descontraído,
viajo no mundo dos sonhos,
com o coração vigilante e atento
ao que a alma sente pela tua...
…e que não é o que a tua sente pela minha...

Acorda-se desse sonho feito desejo
e aquilo que nos parece claro,
com a cor da esperança 
em buscar e construir a felicidade contigo,
passa a ser pertença do cinzento mais escuro, 
e o sonho, vira pesadelo...

Volto a dormir, 
com o coração vigilante, 
mas trancado, 
sem sonhar, 
porque deixei de acreditar 
em quimeras...

Hamilton Ramos Afonso

Ego dormio et cor meum vigilat (expressão latina) - Eu dormia, porém meu coração vigiava