quinta-feira, 1 de outubro de 2015

VERSOS LIVRES


Imagem . Google


Versos livres 


Apelos e ecos me alertam: não reprimas
A poesia, que livre habita o universo,
Nas grades invisíveis destes tantos versos
Nas teias coloridas destas tuas rimas...

Sinto... e poesia é sentir, e espelhar
A métrica que mede, não a exatidão,
Mas antes, o fluir de minha emoção 
Qual se eu mergulhasse solta, em alto mar...

Vejam...e bem... assim agora me apetece
Esta pena digital, que intuitiva tece,
A poesia mimética defendida...

Aplaudo a liberdade em palavras e tais...
E livre também me vejo em meus anais
Que vestem sim forma, mas vestem também vida!

Luciana Nobre