segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

AMO-TE


Arte: Vidan


Amo-te
 

Amo-te,
a cada dia que passa 
com a força acrescida 
da convicção 
de quem não tem dúvidas
do seu afecto, 
porque a alma, 
a minha alma me grita
todos os dias 
o nome desse afecto...

Amo-te,
com a força telúrica
que aprendi a conhecer
e a gostar de ter 
mal me encontrei
com o sorriso gaiato
que apenas conhecia 
do mundo virtual...

Amo-te, 
como declinei 
em sussurro ao teu ouvido
quando envolvidos
no nosso primeiro abraço,
encostaste a tua cabeça ao meu peito 
e senti o perfume do teu corpo
a misturar-se com o meu,
em aromas de alfazema, 
canela, madeiras, e jasmim 
no calor em fusão
de dois corpos
que se alapavam
um no outro
no laço das duas almas
que se amam...

Amo-te, 
sem ter de dar outras razões 
que não sejam essas
a de te amar,
a cada dia que passa
mais e mais...

Hamilton Ramos Afonso
In, Amor como o primeiro..., Chiado Editora