quarta-feira, 11 de julho de 2018

... ESTRELAS DE POETA!


Imagem - collecting stars by libelle | Elisabeth Zartl


... ESTRELAS DE POETA!


Passeando a noite ao luar,
Sempre à medida certa,
Brilham quão almas... Estrelas de poeta!

Pelas mãos que têm sempre a medida
Certa a dar e receber a vida
Colhe-se e dá-se à noite
Uma estrela aqui e outra acolá;

Estrelas que passeiam a noite de lua cheia
À estrada da vida, tantos sonhos quanto o luar;
Saltitam de mão-em-mão e voam-se estrelando
O meu olhar e outros tantos de poesia.

Pelos olhos que têm sempre a medida certa
A ver, ler e procriar multiplicam-se estrelas
E a lua brilha sempre mais às janelas
Que são sempre a medida certa!

Quanto basta para a noite ser magia
Em toda a parte, o universo tão azul
Que se gira em torno da nobre fada
Que é minha e de tantos estrela guia.

Quão caminhos de luz são cá e lá!
Mãos que têm sempre vida a amarem
Aqui e acolá;
Olhos que reluzem sempre a par.

E, pela ciranda quero ser
Até ao amanhecer!

Uma estrela ali, outra acolá
E o planeta eleva-se pelo azul
Que têm sempre a medida certa
Aqui ou acolá.

Que é minha melodia e de tantos também,
A que é princesa em tanto mundo
E que é também
Vassala ao luar!

E, pela noite ao luar tantas são
As estrelas que saltitam!

Quantos pedaços de alvo coração
Que têm almas de gente,
Que têm sempre a medida certa!
São mãos amigas, são fadas pela noite;

São sonhos que vivem;
São recortes do céu que flutuam
Pelas almas que têm
Luz. Quanta luz, e, azul!

Passeando a noite ao luar,
Sempre à medida certa,
Brilham quão almas... Estrelas de poeta.

© RÓ MAR

TEU JEITO EM MIM...


Imagem - Bellissime Immagini 


Teu jeito em mim…


E quando olho no teu olhar
Vejo lá algo para eu ler
És um poema a se gostar
De tanto que te quero amar
Que me dá todo o prazer

És um raio de luar
És o desabrochar do amor
És tudo o que quero amar
E para sempre em ti estar
És tu essa mais linda flor

Gosto tanto do teu jeito
De andar e olhar para mim
És todo o meu preceito
E então se te encosto ao peito
Gosto mais que seja sempre assim 

Armindo Loureiro

DEUSA FLOR




Deusa Flor


Requebro as palavras e digo o que sinto
neste dia obscuro de chuva e nublado 
com olhos alagados e não te minto
fala o meu coração belo apaixonado.

Olha os meus olhos com amor desmedido
adoça minha alma que anda perturbada
louca de amor eu me sinto preterida
e o tempo a passar por caminhos do nada.

Quero sentir-me bem viva e não perdida
como flor perfumada e a mais preferida 
sentir o teu amor em pleno e desejada.

Quero ser no nosso templo deusa flor
no sangue os rios a correr com calor
nas bocas fogo lascivo a crepitar...

Maria Lúcia Saraiva

UM PAR DE LÁGRIMAS


Arte: DRAWING PENCIL


Um par de lágrimas


Perante o extenso mar
que separa afectos e vidas 
não se perca nunca a esperança, 
pois esta é a melhor arma
para que não feneçam os afectos, 
alimentados pelas saudades…

Perante o extenso mar salgado
aproveita e mistura o sal das tuas lágrimas 
com a água purificadora,
porque não há melhor arma contra o desespero 
do que exorcizá-lo com um bom par de lágrimas.

Hamilton Ramos Afonso

FIXEI MEU OLHAR




FIXEI MEU OLHAR 


Fixei meu olhar
Na linha do horizonte 
Vi uma gaivota a voar
Em círculos naquele monte 

Fixei minha atenção 
Nas gotas de orvalho 
Senti o bater do coração 
Do imponente espantalho 

Fixei o meu querer
Nesta singela poesia 
Com uma vontade de escrever 
O mais belo poema de pura magia 

Fixei o meu desejo
Na palavra única da amizade
Como se fosse um doce beijo 
Envolto no nevoeiro da saudade 

ESTRELA CADENTE




ESTRELA CADENTE


Hoje, 
Olhei o céu e fiz um pedido
Uma chuva de estrelas cadentes
Numa iluminação divina
Irrompeu no céu noturno
Tocando o meu coração
Traçando no meu rosto, um sorriso rasgado
E um límpido brilho no olhar
Experienciei a felicidade
Há muito esquecida
Hoje,
É um novo recomeço
Quero fortalecer-me da fonte certa
Renovar a fé,
Promover a paz,
Viver com esperança
Quero,
Amar… sorrir…
Viver plenamente
Por isso, hoje
Eu tranco as portas à tristeza
À angústia…
À solidão…
Aos fantasmas do passado…
Porque hoje,
Eu decidi que quero…
E posso...ser feliz!

Lurdes Rebelo

VISÕES DA ALMA




VISÕES DA ALMA 


Do ponto mais alto do meu varandim
Olho co´ avidez pelo largo horizonte
E tudo o que vejo perante minha fronte
É tão só, e apenas, um largo jardim… 

Do ponto mais alto da alma de mim
Sinto com clareza o meu ego, qual fonte,
E tudo o que observo do vergel do monte 
É torrente viva d´ água carmesim… 

São assim distintas as duas visões,
Uma para fora, escancarada janela,
Outra para dentro, dorida e singela:
Duas perspectivas, duas sensações.

Vejo todo o mundo, numa só dimensão,
Sentindo este “mim”, envolto em emoção! 

Frassino Machado
In ODISSEIA DA ALMA