quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

PELA SAUDADE QUE ME DESTE




“PELA SAUDADE QUE ME DESTE”


Numa elegante manhã de sol ardente
Cantavam melros perto, num limoeiro;
Havia alguns lírios na água do ribeiro
Que admirava! Não estavas presente.

Colhi uns, pela saudade que me deste,
E coloquei-os numa bela jarra de ouro.
Mas foi só para mim todo esse tesouro,
Por todo o bem que na vida me fizeste!

Assim, quando na nossa casa os vejo
Dou-lhes sempre um demorado beijo
E fico em ti sempre a pensar……….

É que parecem adivinhar os lírios do rio, 
Que te dei a minha vida! Ficam com brio
Quando beijos lhes dou, sem murchar!

© Alfredo Costa Pereira

DIA DE S. VALENTIM


Imagem: Colors for you


DIA DE S. VALENTIM


Abrem-se no jardim todas as flores,
Aos corações em festa, palpitantes…
Neste dia de todos os amantes,
Encherem de atenções os seus amores!

Os peitos ansiosos, ofegantes,
Suspiram entre beijos e calores,
Com a subida às faces dos rubores,
De certos pensamentos mais picantes…

Há em cada minuto uma vontade
De extravasar ternuras na saudade,
Preenchendo os vazios das esperas!

Amar, amar, amar, sem preconceito,
É dos apaixonados um direito,
Para serem reais suas quimeras!...

© J. M. Cabrita Neves

CUMPLICIDADE




Cumplicidade


Perco-me, em final de tarde
Num lugar que ninguém encontra
Por entre as palavras do meu sentir
Deambulo nos caminhos da meditação
Calcorreio veredas e atalhos
E lentamente, os pensamentos flutuam
Por entre os suspiros das folhas
Na intermitência do vento que passa
O perfume da terra cálida
Agita a minha fantasia e sedução
Isolo-me do cosmos, sou apenas eu
Na quietude do tempo
Cedo à aventura dos meus anseios
Vou ao encontro da emoção
Envolvo-me na brisa leve
E antes que o sol vá descansar dou-lhe a mão
Neste entardecer de euforia pelas estrelas que vão nascer
E vou...
Abraçar a natureza, beijá-la, mimá-la
Inalar o perfume do seu crepúsculo
Agradecer-lhe por tão bem me acolher
E nesta graciosa cumplicidade
Vamos entrelaçados adormecer
E, aos lençóis de linho alvo confessar
Este amor puro e belo é…
para eternizar.

 © Isilda Monteiro 

Reversos

A TEU LADO... MAR!


Imagem: Bellissime Immagini 


A teu lado… Mar!


E hoje que lindo dia
Para estar perto do mar
E uma mulher, quem diria
O seu amor eu colheria
A seu lado a iria amar

Seria um amor eterno
Que eu gostaria de assumir
Num clima tão ameno
Em cima da erva, qual feno
Seria o fruto do meu sentir

Namorar mesmo a brincar
Algo de bom ficaria em nós
Entre o mar e eu há que amar
E mesmo por vezes gritar
Até que se fique sem voz

Um amor de tão verdadeiro
Criado e consubstanciado
Seria para mim o primeiro
Dum amor de tão inteiro
De um bem tão adorado

Adorar-te ao lado do mar
Era algo que me faria bem
Não há nada como saber amar
Quando a mulher se sabe dar
É no mar que isso convém

A ARCA DOS SONHOS !!!...




"A ARCA DOS SONHOS !!!..."


Num dia normal... sereno e calmo;
Na minha vida surgiste tu!...
Olhos nos olhos e um registo ficou...
O tempo passou... passou... passou...
Passaram os anos... muitos talvez!...
E... uma certa vez;
De novo as nossas vidas,
Se encontraram...
Os sentimentos guardados;
Despertaram... sem palavras,
Nossos corações vibraram!...
Exultaram... hesitaram...
Mas... apaixonados ficaram!...
Nossos destinos se cruzaram
De novo... num dia normal,
Sereno e calmo...
Nossos corações...vibraram;
Se aproximaram!...
Nossos corpos se enlaçaram...
E... finalmente amaram!...
Amaram... amaram!...
E viveram um sublime amor;
Como num sonho,
De prazer e em doce delírio;
Ficaram!...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

ÉS...!




És...!


És a vida que permanece em mim
És o sol que atiça o meu desejo
És a minha flor do meu jardim
És meu sonho, que sonha o beijo

És vida a quem tudo dou, pertenço
És a minha crença e a minha lua
És a minha estrela de amor intenso
És simplesmente a minha vida nua

És a noite que não durmo sem luar
És as voltas do desejo que vivo atroz
És suspiros no silêncio do meu amar

És eterna fonte que corre sem parar
És margem do meu rio sem ter foz
És canoa onde navego para desaguar

© Maria de Lurdes Cunha

https://www.facebook.com/mlurdescunha

DANÇAR SÓ PARA TI


Imagem: Bellissime Immagini


DANÇAR SÓ PARA TI


Apetecia-me estar aí, ao pé de ti,
Estar enroscada no teu olhar
Para sentir a ternura de amar
E assim sendo dançar só para ti.

Num rodopio ter-te rente a mim,
Como quem voa para lá do azul,
Para sentir o frescor de jasmim
E assim sendo vestida de tule.

Apetecia-me estar aí, ao pé de ti,
Estar naturalmente num jardim
Onde as estrelas brilham em mim,

Como quem reflete que é mui feliz
Por se sentir excelsa flor de lis
E assim sendo dançar só para ti.

© Ró Mar