terça-feira, 29 de setembro de 2015

PROFUNDAMENTE


Imagem - Google



PROFUNDAMENTE


Profundamente entranhado no meu ser
Este pensamento sólido e profundo
Uma mania quase louca de escrever
Poesia ou prosa para mostrar ao Mundo

Que os Portugueses são magníficos Poetas
Homens e mulheres de grande coração
Escrevendo sempre com as rimas certas
As mais belas quadras de Amor e Paixão 

Somos um povo de princípios e valores
Aqui neste cantinho rodeado de mar
Uns autênticos corações sonhadores 
Em que o verbo principal é a palavra Amar

Paulo Gomes

O MEU BAÚ DE MEMÓRIAS


Imagem - Google


O MEU BAÚ DE MEMÓRIAS


Abri meu baú
De memórias
São tantas que já
Nem sei,
Revejo.me em
Tantas histórias
Que ao olhar
Todas recordei,
Quis passar adiante
E fazer que esquecia
Mas logo alguma voltava
A perguntar se não a via,
No baú ela estava
Bem fechada que eu sabia
E sempre me perguntava
Quando do baú sairia,
Ao abrir o meu baú
Quis ver o que lá estava
E a primeira foi a saudade
Pois ela tanto chorava,
E contou-me toda a verdade
Disse-me porque não desistia
Era eu que a chamava
Até mesmo quando dormia,
Confesso que não dei por isso
Pois de saudade sou feita
Se ela pensasse nisso
Sabia que não sou perfeita,
E já vontade não tive
De ás memórias regressar
Só com a saudade eu estive
E o meu baú voltei a fechar.

Joana R. Rodrigues 

AS CORES DO ARCO-ÍRIS EM TONS PASTEL


Imagem - Joli COEUR



AS CORES DO ARCO-ÍRIS EM TONS PASTEL


A poesia tem perfume de todos os dias 
O excelso raiar de todas as noites cheias 
O brando vento de todas as anile madrugadas 
O orvalhado de todas as utopias em manhãs níveas 

Não sei o que de mais belo há nas tardes 
Que não aquele pôr do sol num universo 
Onde sento e sereno recolho verso a verso 
Fitando as horas dos dias e os mistérios das noites 

Não sei o que de mais belo há dentro de mim 
Que não aquela alma e coração em enlace 
Onde observo e sereno escrevo face a face 
As fases da lua que vivem dentro de mim 

A poesia tem um dom que nasceu em mim 
O oiro raiar de todos os sonhos de crianças 
O verde momento de todas as esperanças 
O orvalhado de todas as sensações que brotam de mim 

Não sei o que de mais há no universo quão belo 
Quanto aquele amor pleno de paixão e tão singelo 
Onde me deleito e sereno pinto pele a pele 
As cores do arco-íris em tons pastel. 

® Maria Pessoa 
(pseudónimo) 

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

...SENTIR-TE





...SENTIR-TE



…Sentir-te
e ser sentida 
estar nos teus braços 
e entregar-me 
vejo e sinto 
a profundidade 
do teu olhar 
sei que estás no meu ser. 
És amor em mim. 
…Vivemos! 
de transcendentes sentires 
que enchem por completo 
o nosso amor 
tu tocas 
a minha essência 
és origem e luz 
na minha existência 
em todos os momentos. 
…em ti penso! 
és voo suave 
és doce arrepio 
e só tu me fazes sonhar. 

Comtemplo-te ___*___Comtemplas-me 

Mila Lopes 


LÁGRIMAS DE SAUDADE...


Imagem - Google


« Lágrimas de Saudade...»


Por contraste com o regresso,
a partida das origens 
regressando aos locais 
de residência e de trabalho 
causa dor, aperto no coração
lágrimas de sal, sentidas
mesmo que a partida seja
um até já...

A viagem de regresso 
é feita com a saudade a queimar
luz do sorriso desligada,
tristeza no olhar 
antes ocupado por um firmamento
de estrelas pelo a afecto partilhado
com familiares e amigos…

A tristeza será mitigada 
pelo afecto em abraço
que te espera no fim da viagem 
onde ancoras a nostalgia
voltando a luz ao sorriso 
e as estrelas ao olhar
pela contagem descendente 
dos dias que faltam para 
novo regresso...

Hamilton Ramos Afonso

PALAVRAS A MIM DITAS...


Imagem - Bellissime Immagini 


Palavras a mim ditas…


Falo comigo
Sem saber o que me dizer
Mas de mim sendo amigo
No que me digo sinto prazer
E será que tu assim falas
Quando tens vontade de te dizer
Ou será que tu te calas
Por palavras não as saberes dizer
Não…Jamais cales o coração
Deixa escorrer o que ele quer
Inebria-te de paixão
Nas palavras duma mulher
Se ela te conseguir chegar
Ao âmago do teu interior
É porque te quer amar
E te dar o seu calor
Recebe-as pois assim
Dessa forma que bem sabes
São duma flor do teu jardim
Nas palavras também cabes
Ai se eu me soubesse dizer
Palavras ditas com rigor
Abria-me em todo o meu ser
Para te dizer que é só amor
Amo tudo o que digo
Mesmo que seja um grande erro
De mim sou mais que amigo
E não vou ao meu enterro
Não levarei palavras comigo
Apenas levarão meu corpo
Dizendo adeus ao amigo
Que ficou totalmente absorto
Absorto para não mais
Poder reflectir no que diz
E dizer palavras por demais
Daquelas que o deixaram feliz

Armindo Loureiro 

ESSE TEU CORAÇÃO FEITO DE PEDRA


Imagem - Joli COEUR



ESSE TEU CORAÇÃO FEITO DE PEDRA


Esse teu coração feito de pedra,
Composto de uma inconsciência desmedida
Suporta o peso de outras pedras maiores;
Um dia irão desmoronar e desvendar olhares
Quais gravados pelo teu coração em lápida.

Esse teu coração não tem razão de ser
Que a memória te seja fiel para olhares diferente;
Consciente que o mundo precisa de gente
Que abra mão dos melhores sentimentos 
Quais há em teu coração basta querer!

Um dia irás quebrar como todos os outros;
Que seja enquanto caminhares nesta vida
Para que possas levar para outra vida
Não o peso robusto de uma negra pedra 
Mas a leveza mensurável em corações vários!

® RÓ MAR

A ÚLTIMA CARTA


Imagem - Google


A ÚLTIMA CARTA


Esta é a última carta que te escrevo,
Fico com ciúmes dela, por a tocares
Com tuas māos meigas que adoro,
Quando me abraçavas, eu recordo.

Espero ao menos pela tua resposta,
Com o perfume que te presenteei,
Naquele dia em que me apaixonei,
E no teu amor eu fiz a minha aposta.

Ansioso estou para ler as palavras
De amor que me irás entāo dedicar,
Serāo as últimas que vais escrever,
Com as quais ficarei assim a sofrer.

Ruy Serrano 

COM MEDO DESSA SAUDADE...


Imagem - Google


ainda não partiste,
e eu já estou tão sofrida,
insegura, perdida,
meu pilar do amor,
minha fonte de vida...

ainda não partiste,
saíste,
só por um dia,
e já sinto a alma vazia,
e as paredes a sufocar,
meu coração a mirrar,
aperto as mãos,
sem parar,
não tenho nada p'ra me dar,
está contigo tudo o que queria...

ainda não partiste,
mas já me assola o medo,
tu sabes, não é segredo,
o medo de te perder,
nada tenho sem te ter,
só tenho o teu coração,
e esta imensa solidão,
que o teu coração consola,
e não posso pedir esmola,
porque o amor não é pão...

mãe, deveria ser eternidade,

tu, ainda, não partiste,
mas o meu peito já está triste,
com medo dessa saudade...

rosamar

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

REENCONTRO


Imagem - Google


REENCONTRO


Desde que te ausentaste de nós
tenho perguntado o que leva
a que duas almas que se pertencem 
tenham estes arroubos de ausência, 
de voltar de costas, 
de desistir do caminho
ao mínimo obstáculo encontrado.

O caminho,
o nosso caminho, 
nunca foi atapetado 
em tapetes macios e aveludados, 
antes existindo muitas pedras no caminho 
que fomos afastando e contornando
com a facilidade que a vontade 
de cada um punha no percorrer
do caminho até nós...
por nós...

Que sucedeu então
para que uma minúscula pedra
nos exaurisse as forças, 
de tal modo que diante de nós
se erguesse uma parede
aparentemente intransponível?

Voltemos então à inquebrantavel vontade,
e afastemos pedra a pedra 
o muro da incompreensão,
da intolerância,
e substitua-mo-lo pelo mais suave dos tapetes 
que duas almas que se pertencem tenham 
debaixo dos pés rumo ao que queremos,
a harmonia que é viver num laço de afecto.

 Hamilton Ramos Afonso

MINHA QUERIDA


Arte de Childe Hassam 


“MINHA QUERIDA”


Andava tão perdido
Em procura do amor,
Que quando dei contigo,
A timidez tive de transpor.

E na rodinha dos amores
Tanta graça que te encontrei
Que logo matei as minhas dores
E imediatamente por ti me apaixonei!

Para mim tudo o que é belo é natural
Sejam as gotinhas de orvalho num azinho
Que como tu, se transformaram em contas de cristal

Namoramos entre o fraguedo e o areal
E fiquei dentro do meu corpo com um odor de pinho
Com uma mistura única e só minha, de iodo mais o teu carinho!

Alfredo Costa Pereira

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

ONDE TU ÉS PARTE DO PALCO EM QUE SOU TAMBÉM


Imagem - Tu chiamale emozioni III


ONDE TU ÉS PARTE DO PALCO EM QUE SOU TAMBÉM


Encontro-me aqui bem perto de mim,
Onde há madressilvas em jardim;
Onde o tempo dá horas em canteiros de luz;
Onde sou alva senhora e dona de uma cruz.

Encontro-me aqui tão longe de ti,
Onde há entrelinhas que chegam a ti;
Onde o silêncio irrompe o horizonte;
Onde és bravo senhor e escravo de uma ponte.

Encontro-me aqui perto e equidistante,
Onde eu sou eu e onde tu és tu mais além;
Onde a firmeza do olhar é alma mais que presente;

Onde há natureza amazona em meu ser;
Onde o ar é sobranceiro a secundário parecer;
Onde tu és parte do palco em que sou também.

® RÓ MAR

OUTONO COM AMOR...


Imagem - Google


OUTONO COM AMOR...


Amo as Coisas 
Simples da vida.
folhas pelo chão...
dourando os caminhos do amor...
quero abraçar a natureza...
e cantar para que o tempo não
passe tão depressa...
quero beijar a estação...
que traz um aconchego especial...
outono maravilhoso...
que doura a natureza 
como se fosse ouro com sua beleza...
.que viva o outono do amor...
Veja as cores da natureza...
vivendo com paz e amor...
nossos dias de outono...

Madalena Lessa




PERGUNTO ÀS ERVAS


Imagem - Nature, Love and Art


"PERGUNTO ÀS ERVAS"


Às vezes
pergunto às ervas,
porque são tão verdejantes?
E como são tão felizes
nos escombros das paredes.
Ali passam os seus dias
a baloiçar os bracinhos
a brincar com a ramagem
da frondosa cerejeira
que pende do outro lado
da parede da ribeira.
E elas olham pra mim
com olhos de fontanários
E num silêncio infinito
apenas oiço o meu grito
que ma manda estar calada...
porque as ervas verdejantes 
não têm boca pra falar
e só sabem baloiçar 
e não podem dizer nada.

Margarida Fidalgo


FELICIDADE TARDIA



Imagem - Google


Felicidade Tardia


Bem ardilosa e astuta...
Essa tal felicidade sempre atrasada
Só d' brincadeira é trabalhosa labuta
Não tem desculpa é escandalosa e ousada

Fina dama equilibrista bailarina...
Jubilosa felicidade sê chama hora feliz
Tão pragmática cuja palavra é feminina
Independente força motora mola motriz...

Felicidade mesmo tardia é oportuna
A poesia mais linda sensação utópica
Um estado de espírito que afortuna
Confuso é não ter senha nem lógica

Essa consorte bonita alerta esbelta 
Dama de companhia festiva elegante
Moça de fino trato inspiradora poeta
A tal senhorita é senhora impontual...

A lei de felícia é rainha enigma boreal
Deixa tuas pernas bambas e dança tango
Toca n’alma lambada salsa ou prelúdio astral
Num cerimonial com sorriso doce sabor morango...

Felicidade é trem que chega atrasado
Esperar o namorado e a prima Vera na estação
É ouvir-te amo com espanto no olhar aventurado
É sorrir por último e ser feliz.

Sónia Gonçalves


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

SONHANDO


Imagem - Google


SONHANDO 


Olhei para a lua cheia tão brilhante 
Completamente perdido no tempo
Apesar de se encontrar tão distante
Parecia tão perto naquele momento 

Senti no meu rosto os raios de luar
Como se fossem carícias de Amor
Senti uma vontade enorme de voar
Nos céus como uma águia ou um condor

Voar em busca do meu Amor distante
Que eu queria ter agora ao meu lado
Dormir abraçado como seu amante 
Sussurrando por Ti estou enamorado

Para que este momento fosse uma eternidade 
Eliminando do meu coração esta saudade
Mas infelizmente como ainda não sei voar
Dedico um poema de Amor nesta noite de luar

Paulo Gomes

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

SEGREDO SÓ SEU...


Imagem - Google


Segredo só seu...


Aprenda a se preservar.
A falar pouco ou quase nada.
Aprenda que coisas do coração
são coisas sagradas, e só devem
ser ditas a quem vai ouvi-las
com carinho e ficar feliz junto contigo.
Alguém que, ao ouvir que algo te incomoda
vai torcer muito pra que isso passe, e que você supere.
Desabafo a gente faz a quem torce
verdadeiramente pra que os ventos mudem, 
e os caminhos bons apareçam na nossa frente.
Seja amigo de você mesmo 
Tudo que é lindo fique em segredo 
Ser feliz com seu amor...

Madalena Lessa

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

DEDICA-TE NA ÍNTEGRA ÀS VERDADEIRAS AGUARELAS


Imagem – Bellissime Immagini 


DEDICA-TE NA ÍNTEGRA ÀS VERDADEIRAS
AGUARELAS


Podes fechar a porta do teu coração,
Cerrar janelas da alma e defumar o lar,
Para apagar as lembranças do passado,
Mas não abafar a tua respiração;
Não podes deitar fora a tua consciência
E viver no termo enclausurado.

Podes querer amar dentro, de certa medida,
Da fechadura da tua presumível existência,
Mas deves arejar olhando o lado de fora;
Sentir que viver é o lado de fora,
Que traz más e boas novas à tua essência,
Que queres certamente em crescimento.

Podes ler à porta coroas de flores,
Que têm sede de tantos outros amores,
São lamentos murcharem a qualquer momento;
Então vais perceber a importância de respirar,
Sentir que do outro lado há que ser e alimentar
E assim continuarás a ser uma parte do mundo.

Não queres mais aquela malfazeia tarefa de sofrer,
Mas queres ainda ter a faculdade de viver;
Então enterra todas as chaves, destranca as janelas
E olha pelas flores que não querem ainda morrer;
Deixa que a vida cuide do teu ser
E dedica-te na íntegra às verdadeiras aguarelas.

® RÓ MAR

ONDAS DE TERNURA...


Imagem - Google


Ondas de ternura…


Apesar do tom castanho dos teus olhos
é neles que vejo o mar
aquele imenso mar que te viu nascer
cuja vastidão conheço...

E é essa vastidão 
que me chega em vagas
de ternura e afecto
quando os teus olhos castanhos
fitam os meus de igual cor
porque a tua alma me invade 
como se fossem as ondas do teu mar
que te deu a indomável 
força de ( a) mar.

Hamilton Ramos Afonso


PALAVRA SAUDADE


Imagem - Google


PALAVRA SAUDADE


Esta noite tive um pesadelo
Sonhei que estava a navegar
Num antigo barco Rebelo
Em direção ao alto mar

As ondas brancas como bordados 
O barco parecia uma casca de noz
Na proa um casal de namorados
Diziam juras de Amor a uma só voz

O céu de repente abriu-se num pranto
Chovendo com muita intensidade 
Cobrindo todo o mar como um manto
Desenhando a palavra Saudade

Paulo Gomes 

domingo, 6 de setembro de 2015

SEI QUE VOU TE AMAR POR TODA MINHA VIDA...


Imagem - Google

SEI QUE VOU TE AMAR POR TODA MINHA VIDA...


Sonho teu...Sonho meu
Em meu sonho, parei tudo...
Parei teu olhar,
Parei o mundo...
A única coisa que não parei,
Foi por ti sempre amar.
No meu sonho tudo posso,
Tudo eu acredito...
A cada despedida...
Sei que vou te amar...
Torno-me mais vivo.
Se não souber de um sonho meu
Não se aflija...sei que vou te amar...
Sonho meu é sonho teu 
É nossa partilha.
Se algum dia,
Em meu sonho não puder caminhar...
Sorria...sei que vou te amar...
Pois, o nosso amor
Acabara de se realizar...
sei por toda minha vida vou te amar...

Madalena Lessa




PARAÍSO QUE NOS INSPIRA SAUDADE


Imagem – Belissime Immagin


PARAÍSO QUE NOS INSPIRA SAUDADE


A praia pelo fim da tarde 
É poema que é só nosso;
É arco-íris de felicidade
De sete cores, um amor colosso.

A areia é fina e moldada,
Dedilhada pela larga borboleta,
Pelo nosso amor gravada 
Em coração de mar magenta.

A praia pelo fim da tarde
É paisagem nossa extasiante;
É pôr-do-sol em mar penetrante.

A areia é reflexa, à nossa vida,
Ao luar em noite amada,
Paraíso que nos inspira saudade.

® RÓ MAR

sábado, 5 de setembro de 2015

PRAIA DA SOLIDÃO


Imagem - Google


PRAIA DA SOLIDÃO 


Estou sozinho na praia a passear
Escrevo na areia a palavra saudade
Peço por favor ás ondas para não apagar
Para ficar para sempre para prosperidade

Estou sozinho tão só sem companhia
Vou caminhando devagar á beira mar
Pensando que gostaria de um dia 
Ao teu lado nesta bela praia caminhar

Estou sozinho tão só que apenas oiço o vento
Que parece chamar teu nome neste momento
Acompanhando as ondas no seu rebentamento
Como se fosse o meu coração num triste lamento

Estou sozinho mas é apenas momentaneamente
Em breve numa linda praia vou ter tua companhia 
Peço então á lua brilhante e muito imponente
Que transforme em realidade esse desejado dia

Paulo Gomes

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

FUI PARA CASA, SENTI QUE SOFRIAS


Fotografia de Jon Sullivan 



“FUI PARA CASA, SENTI QUE SOFRIAS”


Depois de ler, fiquei por momentos a pensar,
E resolvi levar os pensamentos para o mar!...
O Mar é manso, tão manso como o chorar,
Manso como o boi no seu triste andar;

Outras vezes bravo como é bravo o leão,
Bravo como é bravo o amor e a paixão,
Bravo como é bravo o coração de mulher
Quando quer fazer um homem sofrer!

Fiquei no isolamento de magna vastidão
E pensei, pensei, quase até à exaustão.
O Mar tocava as canções do mistério

Que ajudava, pois o assunto era sério;
E as ondas do Mar a mim alheias,
Na praia deitavam-se nas areias.

A Lua harpeava singelas sinfonias
Enquanto o Mar cantava melodias.
Fui para casa, senti que sofrias!

Alfredo Costa Pereira

terça-feira, 1 de setembro de 2015

JOHANNES BRAHMS E O AMOR...


Arte: Carolina Serpa Marques Tutt'Art@ (24) 


Johannes Brahms e o Amor...


Gosto de Música Clássica

De toda a música Clássica,
como hino à arte de entrelaçar notas musicais,
de modo a fazer uma simbiose de vários instrumentos
e magistralmente
fazer acontecer Música...

Brahms, é um dos meus compositores de Culto e 
na sua genialidade vejo sempre, 
ao escutar os seus concertos para piano, 
odes ao Amor.

No primeiro andamento, 
chegamos a sentir a tortura,
a dor física
que conhecemos no amor físico, 
com a ânsia e a sofreguidão 
de fundir o nosso corpo com o da pessoa amada,
em movimentos vibrantes, 
que os grandes interpretes de Brahms 
executam com mestria, 
volúpia e uma intensidade tão vibrante,
como no amor carnal...

A transição para os outros andamentos,
doces, serenos e envoltos em grande ternura,
têm igual correspondência no amor entre dois corpos,
apôs o êxtase e a dádiva total, 
sobra a serenidade, 
a doçura, 
o abandono ao langor próprio da felicidade...

Por isso quando preciso de calma e tranquilidade 
e na ausência da pessoa amada,
ouço Brahms...
sempre, 
com o deleite que sinto, 
como se estivesse a fazer amor...

Hamilton Afonso

A NOITE QUE VIOLETA CEIA!


 Imagem – Bellissime Immagini

A NOITE QUE VIOLETA CEIA!


A maré está vazia,
A lua tem face cheia;
A noite que violeta ceia,
Não tenho mais poesia!

O luar tem negro olhar,
O mar treme de frio;
A noite que escuro ímpar,
Não vejo mais seu brio!

Tropeço em madrugada
Que me tem acordado,
O vento que denotado!

A terra está pasmada;
Não quero mais vida feia,
A noite que violeta ceia!

® RÓ MAR

ESCREVER COM VERDADE...



Escrever com verdade…


Pergunto-me o que é isto da poesia…
Já que umas vezes me chateia e outras me dá tanta alegria!

Porque é que é assim e não é doutra maneira?
Porque é que nas palavras eu digo tanta asneira?

Há quem se intitule de poeta
E eu até acho que o são
Mas desconheço qual é a meta
Para escrever com tal devoção

Ser poeta eu bem o queria
Mas não sei como fazer
Ter na escrita a alegria
Daquilo que me dá prazer

Gosto muito de rimar
Nas poesias que faço
Em palavras do meu amar
Neste tempo tão escasso

Há amores por mim desfeitos
Nos efeitos do que escrevo
Às vezes serão defeitos
Já que a mais eu não me atrevo

Mas vou continuar a escrever
Aperfeiçoar a minha habilidade
Pode ser que alguém tenha prazer
Neste escrever com verdade.

Armindo Loureiro