domingo, 6 de novembro de 2016

CAVALEIRO ANDANTE DA POESIA




CAVALEIRO ANDANTE DA POESIA 


Em cavaleiro andante inteiro me tornei
Cavalgando no meu corcel de fantasia
E contra ventos fiz-me ao largo em ma...resia
Confiante na bela estrela que almejei. 

Longa terra, ar e mar, procela ou calmaria,
Madrugadas de insónias que enfrentarei, 
Parto na minha Nau, co´ a lira que sonhei
Para chegar ao nobre Reino da harmonia.

Arvoro em meu castelo a ínclita bandeira
Onde escrevi meus versos, naquela odisseia
Que todo o poeta sempre cria ou semeia,
Na esperança de a tornar a sua mensageira. 

Olhei para ti, ó Liriana refulgente
E, vendo-te no horizonte meu a cintilar,
Quis ir ao teu encontro sempre a cavalgar
Até que veja um novo dia à minha frente …

E à luz desta verdade e desta nostalgia
Serei o cavaleiro andante da Poesia! 

Frassino Machado
In JANELAS DA ALMA