domingo, 1 de novembro de 2015

ALMA ROXA…PÁLIDA VIOLETA



Imagem- Open Art 


ALMA ROXA…PÁLIDA VIOLETA


Alma roxa como o vento que se semeia no meu pensamento,
Cipreste articulado como o tempo que vence o meu coração.
Não tenho grandes ilusões, foi apenas um momento…
Vejo, nitidamente, os lilases a crescerem pela paixão.

Foi um tempo louco, cumplicidades que já não voltam,
Eram rosas e muitos cheiros, agora uma pálida violeta
Que já não exala odores, mas ainda há os que amam,
Os que dão vida às suas asas de borboleta.

© RÓ MAR