quinta-feira, 7 de julho de 2016

MINHA TELA COLORIDA





MINHA TELA COLORIDA


Vou pintar minha tela, numa imagem colorida
Sou eu que entro nela, mudando as cores da vida,
Vou fazer um abstracto nesta tela cinzelada,
Quero colorir meu retrato com as cores da madrugada.

Olho pela janela e vejo a luz que irradia, pelos candeeiros iluminados,
Na minha janela fazem jus nas sombras da noite bem vincados
Faço delas uma imagem ao som da musica vinda de outros lados.
Quero uma tela de cores coloridas, onde as estrelas são as primeiras
Chegando de prata todas vestidas, cobertas de fios lindos e dourados,

Vou colorindo a minha tela com o raiar do novo dia,
O brilhar do sol que lhe dá vida mostrando-me cores
Aquelas que eu olhava e nunca via.

Hoje o meu retrato colorido é o meu abstracto preferido,
Misturei as cores, tirei as tristezas, olhei ao meu redor e sorri,
Recordei palavras à muito esquecidas, não vesti mais aquele vestido,
Olhei novamente a minha tela e vi que sorrir tinha conseguido!!

Joana R. Rodrigues