domingo, 17 de julho de 2016

MUSA MINHA...





Musa minha…


Tu que és a minha musa
Que me dás amor às rimas
Jamais fiques confusa
Que assim me desatinas
Não quero que sejas história
Mas algo de maravilhoso
Guarda isso na memória
Um dia em ti vou ser airoso
Eu quase que enlouqueço
Só de em ti eu pensar
Não sei se mais mereço
Mas a ti tudo irei dar
Alojo-me em teus pensamentos
Sinto-me como ninguém
E às vezes por momentos
Sinto que em ti sou alguém
Alguém que tu amas
Neste mundo tão turbulento
Incendeias as minhas chamas
Despertas o meu sentimento
Há horas que não sei quem sou
Quando a mente me mente a mim
Dizendo que alguém me amou
Talvez a flor dum qualquer jardim
Será que és tu essa flor
Que se esconde dessa maneira
Anda cá, dá-me o teu amor
Vamos os dois prá brincadeira
És tu esse meu raiar
Esse Sol abrasador
Não sei se me vais gostar
Mas eu me darei com meu amor…

Armindo Loureiro