quinta-feira, 6 de agosto de 2015

ANTES DO POEMA



ANTES DO POEMA


Poema é espírito, não tem início nem fim.
Poema é antes de sê-lo porque houve um desejo
que o fez nascer.
Poema sai aos prantos quando é escrito, 
há a alma de quem o fez, 
pai que o gerou sem saber o que tinha:
íntimo momento de prazer indescritível,
amor súbito, amante que encontra outro inesperado,
quando no estardalhaço do silêncio clama.

Fernando Figueirinhas