domingo, 9 de agosto de 2015

POETA COM SORTE



POETA COM SORTE


Suave amanhecer 
Nesta manhã de verão 
Sinto vontade de escrever
Sentimentos do coração 
O sol brilha sobre a colina
As flores ficam mais coloridas
O meu coração se anima
Esquecendo as mágoas vividas
É o início de uma nova semana
Uma segunda feira a estrear 
Com o calor que o sol emana
Fico com vontade de me levantar 
Aproximo-me da minha janela 
E vejo uns passarinhos no jardim
Um mendigo dormindo na ruela
No ar um aroma a flores de jasmim 
As árvores sem vento parecem de papel
Com um tom de cor verde muito forte
No largo do coreto vislumbro um carrossel 
No meu pensamento sou um poeta com sorte!

Paulo Gomes