quarta-feira, 15 de outubro de 2014

ACREDITO



ACREDITO



Não acredito que existam diferenças biológicas entre homens bons e maus, salvo alguns casos mórbidos de patologia comprovada.
Acredito na diferença evidente entre seres racionais e irracionais.
Acredito na vontade dominada pela consciência que é própria da inteligência e que dá vida à liberdade.
Acredito na necessidade de justiça, de igualdade de oportunidades e dos direitos individuais.
Acredito também no egoísmo, na indiferença, e na falta de sensibilidade que caracteriza alguns seres que se esquecem ou recusam sua humanidade.
Não acredito que o mundo não possa mudar para melhor, quando depois de pensado e avaliado por sã consciência, e amado em cada gesto, se torne indiferente perante a grandeza de cada um dos seus seres que o tornam diferente.
Não acredito que estas possibilidades provenientes da inteligência partam de seres desprovidos de consciência.
Não acredito na lógica que pretende diminuir o homem àquilo que ele não é.
Acredito que há algo acima do homem que o torna maior do que aquilo que ele é.

Fernando Figueirinhas