domingo, 4 de outubro de 2015

ESCREVO-TE DESTA MANEIRA...


Imagem - Divergent



Escrevo-te desta maneira…


Aquilo que eu vejo
Nem sempre é o que vês
Tapo-te com um simples beijo
Dado de chofre na tua bela tez

E tu algo serena
Fazes de conta que não sentes
Faço-to de forma amena
Ao contrário tu não me tentes

Espraio-me por ti com alegria
Faço com que tu me sorrias
É chegado pois esse dia
Em que te farei com todas as magias

Olhas-me com serenidade
Ou deixas isso entender
Meu amor grande verdade
É em ti que sente prazer

Escrevo assim desta maneira
Faço-te um poema a preceito
Digo-te tudo na brincadeira
E olho-te e fico sem jeito

Não quero em ti anoitecer
Antes me quero a nascer
Um amor com este prazer
Nasce em mim e em teu ser

Armindo Loureiro