quinta-feira, 1 de outubro de 2015

TU, MULHER


Imagem - LIDIA WYLANGOWSKA


TU, MULHER



Tu, e as tuas doces palavras que arrasam qualquer argumento racional. 
Tu, e os teus puros sentimentos que envolvem de ternura as mais rudes agruras. 
Tu, e os teus ilusórios sonhos que fazem a vida ser real.
Tu, e a tua aparência que revestida de veludo brilha, inspira, atrai.
Tu, e a tua inteligência própria que derruba todas as outras. 
Tu, e o teu humanismo que exaltas qualquer gesto. 
Tu, e a tua realidade que transforma o mal em bem. 
Tu, e a tua índole que te faz mãe dos teus, dos outros.
Tu, mulher, poetisa de sublime poética.
Tu, mulher, sentimentalismo de puro sentimento. 
Tu, mulher, sensualidade da mais ousada veracidade.
Tu, mulher real, mãe, humana - tu, mulher.
Poética, sugestiva e suave.
Poética imagem subjetiva, 
Poética realidade sensual, 
Poética, sugestiva e suave imagem, subjectiva realidade sensual. 
Tu, mulher.

Fernando Figueirinhas