segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A BELEZA DOS DETALHES




“Os caminhos insondáveis da Arte”


Há caminhos insondáveis em toda a Arte...
E mais ainda nos meandros da Poesia,
Qualquer detalhe com beleza em toda a parte
Faz abrir os sentidos, em luz e em magia.
Olhando o horizonte fica-se em descarte
Na perspetiva contumaz da fantasia 
E a máscara da ficção assume-se como arte
Na retorcida imagem de torpe miopia.

Nos intermédios do poeta ou do artista
Pululam os detalhes feitos circunstância
Que apenas a emoção consegue detetar. 
Faz-se de espanto a reação da humana vista
Pois que descobre ao perto o que era na distância
E a obra de arte faz-se em breve germinar.

São belos os detalhes nos variados temas
Que cada encruzilhada pode revelar
E deles brotam as palavras e os poemas …

Os caminhos, p´ ra lá chegar, são insondáveis 
E os condimentos para a alma admiráveis! 

Frassino Machado
In JANELAS DA ALMA