domingo, 5 de junho de 2016

AMAR-TE É PREVILÉGIO





AMAR-TE É PREVILÉGIO


amar-te é privilégio
és cor e cheiro...
no meu tacto por inteiro

crescem-me borboletas
ao teu olhar
sibilam os lábios
mas não te consigo pronunciar
definir-te é fácil
sentir-te é complexo
és indefinível
no meu imenso léxico
num sussurro andrajoso
ter-te será ser de vaidoso
mas és meu purgatório
meu lado mais pecaminoso

amar-te é meu previlégio
é em mim que sinto
a invasão de ti
por cada vez que fechas os olhos
e sentes a natureza em ti
abres como botão
teu ser ao meu
e eu continuo a saber
o que é em ti viver
minha indefinição de amor

e, por ti, sinto tudo
até à mais pequena dor
e, como grito te escrevo
sabendo da verdade
acrescento-te fantasia
e por amizade
deixo-te ver a luz do dia
foste minha ontem
e serás por mais um dia
até que de ti em mim
sempre se faça poesia.

Ana Carvalhosa