quinta-feira, 3 de julho de 2014

FLOR MORENA


Imagem - Google

FLOR MORENA


Incumbência das mais lindas a morena recebeu,
linda, beleza incomparável de sorriso encantador
Corpo esbelto, bem formado que o belo concebeu
Uma flor a farfalhar em deslumbre e muito amor
A enfeitar seus mistérios com sonatas em apogeu
Cesta dourada de sol que alma e poesia colheu

Bordando de luz da lua, os lençóis de seda fina
Pontilhando de estrelas os caminhos das galáxias
Como uma deusa cantava em meiguice a menina
Gotinhas, raros perfumes extraídos de herbáceas
Entre flores viu um cravo que seu olhar conquistou
Cravo dos mais garbosos seu coração suspirou

Ele tomou-a nos braços, conduziu-a com jeitinho
Dissipou conjecturas e em rosa a transformou
Levou-a sobre diamantes a ladrilhar seus caminhos

Em meio a tantas flores sempre tem ervas daninhas
Camufladas, sorrateiras infestam os limpos canteiros
Conquistam todas as plantas e se dizem coitadinhas
Espalham largos sorrisos, lobo em pele de cordeiro

Cheio de amor o cravo enlaçado em amor certeiro
Levou-a para novos canteiros em clara manhã serena
Foi enfeitar seu universo com o amor da flor morena

Elair Cabral