domingo, 7 de setembro de 2014

É FOLHA DIFERENTE AO MUNDO MEDRA



Imagem - Tutt'ART@ di Maria Laterza 



É FOLHA DIFERENTE AO MUNDO MEDRA


Despem-se as árvores porque é Outono,
Veem-se multidões de folhas tão iguais
Ao vento e por terra vestindo a pedra...
Das ruas desertas dos campos iguais.

É Outono em toda a terra e no céu
Há azul a repolhar uma diferente,
Tão igual a tantas outras, diferente
No seu brilhar, pois é astro d’um ilhéu.

O coração d’uma árvore que é gente
Aqui e em qualquer lugar é a viva cor
D’um mundo diferente que há amor
Até ao seu cair desfolha sentimento.

Despem-se as árvores porque é Outono,
Veem-se multidões de folhas tão iguais,
Mas, há sempre a que luz pela terra mais,
É folha divina que aviva o momento.

A vida feliz porque é sentimento,
Tem asas de condor à superfície
E veem-se, pois é singela artificie,
É folha diferente ao mundo medra.

® RÓ MAR