quinta-feira, 4 de setembro de 2014

GUITARRA... DEIXA-ME TOCAR!


Imagem - net (autor desconhecido)


Guitarra… Deixa-me tocar!


Sinto-te como uma guitarra
Que eu gosto de dedilhar
Se a mão a corda agarra
Alma nua, te quero amar
Toco-te com sentimento
E com muita suavidade
Mas que beleza de momento
Se te toco é só vaidade
Mas não sou só eu que o sinto
Porque te sinto tremer
Sinal de que eu não minto
E até sinto o teu prazer
Escrevo-te isto a correr
Gostava que fosse diferente
Devagar seria um prazer
Se tu te desses de presente
Gosto das cordas a vibrar
Ainda que não sinta as notas
É tão bom o desbravar
Ai amor… Será que topas?
Queria teu corpo encostado
Neste corpo que te quer
Jamais perderia um bocado
Dessa guitarra que é mulher.

Armindo Loureiro