domingo, 14 de setembro de 2014

FAÇO-ME


Imagem - net (autor desconhecido)


FAÇO-ME


Faço-me
de estátuas,
de caminhos,
de pedras

mastigo-as
de forma
a
não perder
a força que perco
na voracidade
dos dias

cerco-me delas
para erguer muros
de resistencia
na avalanche
dos
rios de lama
e lava
que deixas
à passagem
tortuosa

escondo,
no
outono da
vida
o amor feito
inverno

nas estátuas,
nos caminhos,
nas pedras...

de
que me
faço...

rosamar