domingo, 21 de setembro de 2014

UM CANTEIRO PRESENTE, FLOR QUERIDA!




UM CANTEIRO PRESENTE, FLOR QUERIDA!


O reflexo do universo não é nítido,
Ciclone de constelações, passado!
Que pelos olhares se aflore a vida,
Um canteiro presente, flor querida!

Tão nítida ao olhar quanto a margarida,
Que tenha vértices azuis ao além!
Que nós bem sabemos, que são também
Passado e até futuro, que são vida!

Multidões, tanto de um tempo passado,
Ao presente capitulo encerrado!
Que nós bem queremos, que haja vida,
Tão nítida a ser quanto a margarida!

® RÓ MAR