sábado, 6 de setembro de 2014

DENTRO DO AMOR





DENTRO DO AMOR


 Concreto e denso é o amor
Igual ao querer de permanência constante
Desejo insatisfeito por mais a haver
Como aquela criança livre que tudo espera.
Além-platónico estar contínuo de alerta total de
ânsia de viver o sonho divino na forma humana.
Encontro ocasional entre duas diferenças
Que se tornam iguais em seres diversos
Achados ao acaso de destinos inconcebíveis, raros de únicos
com tamanhos gigantescos, capazes de devolverem à Terra
O Sonho de um mundo há muito escrito no Céu. 


Fernando Figueirinhas