segunda-feira, 18 de agosto de 2014

A TODOS

 
 
 
 

 A todos,

 
a todos os que me amaram
a todos os que me quiseram,
a todos que me desejaram,
a todos que me tiveram

a todos que me magoaram,
a todos que me traíram,
a todos que me utilizaram...

 cansei,

agora, sigo como um rei,
rei da minha própria vida,
é dia de despedida,
de um ser que já morreu,
agora sou eu, mais eu,
e deste meu eu, que desconheço,
sei apenas, que a mim pertenço,
e não me dou a mais ninguém...

cansei,

da tortura dos afectos,
que apenas deixam libertos,
sentidos que já matei,
palavras que já esqueci,
certezas que já deixei,
peço perdão, se errei,
mas nunca traí ninguém...

cansei,

e peço ajuda à memória,
para me lembrar da história,
quando conhecer alguém,
serei o mais importante,
sem permitir, nem por um instante,
alguém que queira ser rei,
porque hoje,

cansei...

rosamar