sexta-feira, 22 de agosto de 2014

EX-LÍBRIS



 EX-LÍBRIS


Associo-te uma imagem, retrato de uma essência
com quem trato. 
Vejo o lado de fora, tento em vão ver-te por dentro
encobrem-te as roupas, fantasias compradas à moda
desfile de vaidades que o vento leva.
Mas há o fim do dia cor de breu
translúcida aparência envolve-te por inteiro.
Pedes ao mundo surdo, cego a teu ver
que repare naquele retrato pendurado na parede.
Fecha-se a porta, sais e levas contigo os sonhos
breves momentos da criança que foste.
Pende o prato da balança do amor desprendido.

Fernando Figueirinhas