domingo, 3 de agosto de 2014

AMO-TE, ASSIM,




amo-te,

assim,


leve, livre, solta...
com cheiro de flor na boca,
e uma alma tão louca,

que me tira do lugar,

amo-te,
assim,

menina, mas já mulher,
o corpo não sabe o que quer,
mas o instinto já fala,
numa boca, que resvala
na vontade de amar,

amo-te,
assim,

na perfeita imperfeição,
e se a mente me diz, não,
afirma-se o coração,
na emoção que me embala,
o corpo cede, devagar,
e o teu desejo é o mar,
que com um beijo me cala...

amo-te,
assim,

menina minha, caprichosa,
de pele fina, sedosa,
com lábios cheios, de cetim,
que sorriem para mim,
com uma boca de rosa...

amo-te,
assim...

rosamar