domingo, 24 de agosto de 2014

ESTA TUA BELA CARTA...


Foto: Dany Poirier
«Pour combattre l'hypocrisie les meilleures armes sont la franchise et la simplicité.»
 Citation de Saint Vincent de Paul
Imagem - Aimer la Nature (Love the Nature)


Esta tua bela carta…


Abri o envelope devagar
Não trazia remetente
Aberto logo quis amar
Era a tua letra de presente
Fiquei algum tempo parado
A apreciar a tua caligrafia
Assim um pouco deitado
Desanuviei… Que alegria
Era mesmo o que eu queria
No momento de infelicidade
Toda ela impregnada de magia
De quem de mim tinha saudade
Li tudo ponto por ponto
E depois voltei a ler
Agora sei… E não te conto
Esse ponto do meu prazer
É tão belo o sentimento
De quem sabe o que quer
Ao ler-te… Ai que tormento
Só tu… Ó linda mulher
Tens beleza incomensurável
Num corpo descomunal
Minha vida é memorável
Por princípios sem igual
Um dia vou-te encontrar
E não haverá esta necessidade
Teus escritos até lá me vão dar
Para matar de ti essa saudade
Saudade em que vivo
Desde que de teu lado parti
Tanto queria ser atrevido
Eu a ti jamais menti…

Armindo Loureiro