domingo, 10 de agosto de 2014

DITAMES DO CORAÇÃO...


 
We Are Nature by Christoffer Relander


Ditames do coração…


Depois de ter aprendido
Em momentos maus e bons
Não fiquei surpreendido
Em te reconhecer alguns dons
És na verdade especial
Na forma como andas por aqui
Vives uma vida sem igual
Foi isso que em ti senti
Continua pois então
Com esse tipo de vida
Deixa nos outros a ilusão
Que ela é sempre bem vivida
Apenas há uma vida na vida
E essa tem que ser bem vivida
Para ti minha querida
Desejo uma vida bem sentida
Sinto eu e sentes tu
Tudo aquilo que a vida contém
O sentimento hoje vai nu
Pelo amor teu e de mais alguém
Sinto-me um pouco amarfanhado
Neste amor que há em mim
Eu que me soube ser dado
Não sei porque me acontece assim
Mas também não é importante
Dado que me sei reconhecer
Hoje e a qualquer instante
Vejo em ti o que não sei dizer
Se calhar até bem sei
Mas não o quero aqui fazer
No amor que sempre te dei
Foi o saber de todo o meu ser.

Armindo Loureiro